NOTÍCIA

07/09/2017 10:30

Eduardo Amorim lamenta atual situação do País

No dia em que se comemora a Independência do Brasil, o senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) lamentou em entrevista concedida ao programa Balanço Geral Manhã, transmitido pela TV Atalaia, atual situação em que o País está passando. Segundo o parlamentar sergipano, o povo não merece passar por isso, e ele também acredita que já podemos virar essa ‘lastimável página’. 

“O Brasil ainda precisa ser independente em várias outras questões. Temos o privilégio de pisar nas melhores terras do planeta – aqui não têm terremotos, maremotos, furacões; ou seja, Deus foi generoso com a gente, mas somos nós quem escolhemos o destino que pretendemos ter. É com o nosso voto que temos esse poder. Espero que no ano que vem, ano eleitoral, exista essa reflexão do povo brasileiro”, exclamou Eduardo.

Ao ser questionado sobre a repercussão que foi dada no momento em que o senador declarou ser também socialista, ele completou que “o partido pelo qual eu pertenço, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) é socialista, assim como o meu ex-partido, o Partido Social Cristão (PSC) também é, como tantos outros. Além disso, a minha natureza, as minhas raízes são geradas de práticas socialistas. Eu, você, Fábio, nós somos filhos de feirantes, lutamos, estudamos, vencemos, por isso também somos socialistas. Socialismo é o exercício do dia a dia.” acrescentou ele.

Pleito 2018

Eduardo enfatizou que no momento certo os nomes dos que estarão disputando o próximo pleito serão discutidos e ampliados. “Não podemos tratar o tempo todo sobre eleição, e sim devemos trabalhar, fazer jus a missão que nos foi dada. Mas nós estamos preparados, a oposição está preparada para mais um embate. Temos vários nomes fortes, tanto é que os principais nomes que se destacam entre as pesquisas são os do nosso grupo. Eu estou e estarei sempre à disposição do povo de Sergipe”, finalizou.

COMENTÁRIOS